Na Batida do Inverno, uma Sopa de Feijão Branco soa como uma bela canção

sopadefeijãobranco

 

Pois é, como estamos em pleno outono e já migrando homeopaticamente para o inverno, vem aquela inspiração para uma boa sopa, principalmente no jantar. E ela pode vir acompanhada de um bom pão integral vegano. Alimentação sem crueldade, saudável e saborosa!

Hoje quero apresentar para vocês uma sopa que não é muito comum nos cardápios por aí, mas que se você fizer e experimentar, com certeza vai entrar para o seu cardápio.

É a Sopa de Feijão Branco. isso mesmo! Incomum, mas não por isso deixa de ser deliciosa e muito nutritiva. Até porque o feijão branco não vai estar sozinho, mas pelo contrário, muito bem acompanhado.

continue lendo…

Canja Vegana: deliciosamente saudável ou saudavelmente deliciosa?

canjavegana

 

Agora já estamos no outono e logo, logo, vamos entrar no inverno. O outono apresenta um céu inexplicavelmente azul e uma temperatura bem temperada e amena. Dias com um sol delicioso e a tarde a temperatura começa a cair, o que torna a noite ideal para uma sopa bem deliciosa e saudável.

A sugestão de hoje é de uma canja vegana. Ainda não decidi se é deliciosamente saudável ou se é saudavelmente deliciosa. De qualquer forma vale a pena fazer e experimentar!

continue lendo…

Alface ao Vinagrete Chimichurri: não é só uma salada, é uma experiência!

saladaaochimichurri

 

Quem já usou chimicurri?

Já usou em uma salada?

Se a sua resposta for não, experimente!

Se for sim, continue!

Neste período de calor que se anuncia como um prenúncio do que será o verão, as saladas deverão ser uma constante em nossas vidas, pois elas se tornam indispensáveis e saudáveis como forma de reidratação e reposição de sais e outras substâncias que são perdidas com o calor.

continue lendo…

Baião “Vegano” de Dois: o sabor vai te surpreender!

baiaovegano

Como bem já se sabe o Baião de Dois é um prato cearense, mas que se tornou um hit por todo o Nordeste brasileiro e já deixou de ser anônimo, senão em todo o Brasil, com certeza, em São Paulo.

O Baião é um prato inspirado na canção. Num tipo de música regional nordestina que emprestou seu nome para o prato. E tem no título o nome “de Dois” numa referência ao fato de que no mesmo prato se reúne o arroz e o feijão de corda.

continue lendo…

Arroz Turbinado: alimentando-se para gerar energia

arrozturbinado

(Vegetariano, Vegano)

Esse arroz é fácil de fazer. Traz muita energia para enfrentar as batalhas do dia-a-dia e é excelente para manter a saúde.

Quer saber como é que faz?

Então arregace as mangas, coloque “uma velha canção rock’n’roll pra rolar e siga em frente!

continue lendo…

Molho ao sugo pedaçudo: sabor, cor e saúde para cobrir massas integrais e arroz

molhoaosugopedacudo(ideal para veganos e vegetarianos)

Este molho é muito saboroso e saudável. Todos os seus ingredientes são naturais, orgânicos e saudáveis. Além de tudo, o sabor fica sensacional. O ideal é fazer na noite anterior ao uso. Assim os ingredientes maturam e transmitem seus sabores numa combinação leve e inacreditável. A cor é um outro aspecto que chama a atenção. No dia seguinte, antes de servir você coloca um pouco de água e ferve novamente. É de lamber os beiços!

Sem mais delongas, vamos à receita!

continue lendo…

Apontamentos para um almoço completo: uma imersão na culinária saudável

almoco6

(Vegetariano e Vegano)

Hoje vou tentar algo diferente!

Ao invés de colocar uma única receita, vamos realizar uma imersão na culinária saudável, apresentando um almoço completo, com os pratos principais e o acompanhamento.

Procurei combinar variedades de alimentos com foco em suas características, composição, aromas, sabores e cores. Resultou num prato que vai do claro ao escuro, passando por múltiplas cores.

Da mesma forma, me preocupei com a condimentação, de forma que os sabores se combinassem e que todos fossem bem percebidos, sem que o fato de um sabor ficasse ressaltado às custas da anulação do outro. Resultou num almoço nutritivo e saboroso!

Aproveite!

continue lendo…

Salada Verde Mundo: um toque de saúde e refrescância

saladaverdemundo

Alface crespo e couve cortados em tiras finas. Salsinha, cebolinha, manjericão e coentro “in natura” cortados bem miúdos. Cebola e azeitona verde bem picados.

continue lendo…

Quibe Vegano à Brasileira

Como todos no mundo sabem, o quibe é originário do Oriente Médio. Mas a receita acabou caindo no mar e de onda em onda veio aportar em praias brasileiras. Quem sabe chegou numa das caravelas de Pedro Alvares Cabral? E chegou aqui, já viu! O povo provou e gostou. Provou, gostou, fez, refez, e foi criando uma série de versões, que ora se afastaram da receita original, ora se aproximaram novamente, mas sempre foi mantendo a essência. Seja em uma forma ou modelados de maneira tradicional, o quibe, que antes era com K, se abrasileirou e se assumiu com q. Já foi frito, depois assou.  E ainda ganhou uma versão vegana. Aqui, nesta receita, mantém-se a essência oriental, mas numa versão vegana bem brasileira, agregando alguns ingredientes novos. Recomendo que se faça esta receita ouvindo em alto e bom som algumas das versões de Brasileirinho e também ao som de Aquarela do Brasil. Cozinhe sempre com amor, pois isso passa para o prato, traz satisfação para quem prova e gera muito mais saúde.

Do que você vai precisar?

Vai ser necessário que você passe no mercado, no armazém ou na feira e providencie a pequena lista abaixo. Pesquise bem e não aceite pagar preços injustos pelos seus alimentos. E procure comprar produtos naturais, orgânicos e de boa procedência.

duas xícaras de chá de trigo sarraceno (trigo para quibe)

cinco xícaras de chá de abóbora

uma xícara de chá de cebola bem picada

dois dentes de alho bem picados

cinco colheres de sopa de castanha de caju ralada

quatro colheres de sopa de azeite

três colheres de sopa de hortelã

duas colheres de sopa de salsinha

duas colheres de sopa de cebolinha

uma colher de sopa de manjericão

um limão

sal rosa a gosto

O que você vai precisar fazer?

O preparo deste prato não é nenhum bicho de sete cabeças. É até fácil, prático e não requer esforço. Siga as instruções, coloque o seu afeto ao realizar os procedimentos, envolva-se com as músicas sugeridas e eleve seu pensamento com ideias positivas. Concentre-se nos procedimentos e seja feliz!

  1. Coloque em um recipiente quatro xícaras de chá de água quente e deixe o trigo sarraceno de molho por trinta minutos.

Enquanto isso…

  1. Cozinhe a abóbora picada com uma colher de café de sal rosa até ficar bem macia. Escorra toda a água e amasse bem a abóbora até ficar uma pasta homogênea

Depois  disso…

  1. Refogue a cebola, o alho e a castanha de caju em três colheres de sopa de azeite de oliva e em seguida acrescente a pasta de abóbora, mexa bem, apague o fogo e reserve.

Em seguida…

  1. Pique as folhas de hortelã, manjericão, salsinha e cebolinha, misture bem e reserve também.

Agora…

  1. Escorra o trigo sarraceno numa peneira e aperte bem com uma colher até tirar bem toda a água.

E então…

  1. Numa bacia de cozinha misture o trigo sarraceno, a abóbora, as hortaliças picadas e o suco de limão até ficar uma massa bem homogênea. Experimente e corrija o sal (rosa).

E daí…

  1. Unte uma forma ou refratário com uma colher de sopa de azeite de oliva, disponha a massa na forma e decore ao seu gosto. Leve ao forno pré-aquecido e deixe assar por mais ou menos 30 minutos e até perceber que está levemente dourado.

E enfim…

Pronto! É só cortar e servir.

 

E lembre-se… uma vida feliz passa por uma alimentação saudável…

 

Di Ferreira