Chá Fit: ideal para tomar antes, durante e depois dos exercícios físicos

chafit2

Um hábito muito saudável, e que todos aqueles que fazem academia ou praticam exercícios deveriam desenvolver, é a ingestão de um chá frio ou gelado, como forma de reidratação durante a execução dos treinos.

Mas não estou falando de qualquer chá, mas de um chá que seja adequado e que contribuam para otimizar os resultados e para manter a saúde em equilíbrio.

É o que chamo de Chá Fit.

Explico!

continue lendo…

Opção pela saúde: troque o leite longa vida por uma vida longa e saudável

chas

Há muito que alguns produtos que lá nos idos de nossos avós, de nossos pais, e até da nossa infância, deixaram de ser bons para a saúde. Ainda lembro, pois eu era criança, e às vezes ficava encarregado de ir na “venda” comprar o leite de cada dia. O leite vinha em garrafa de vidro. Era puro, sem aditivos e bem mais saudável do que hoje.

continue lendo…

Pratique uma alimentação anti-inflamatória: ideal para artrite e outras enfermidades

alimentaçãoantiinflamatoria

 

Todos e quaisquer artigos, textos de médicos e outros profissionais que lidam com o tratamento da artrite, insistem que o paciente tem de tomar medicamentos apropriados, realizar exercícios físicos e adotar também uma dieta específica, passando a consumir mais alguns alimentos e deixando de se utilizar de outros em sua alimentação cotidiana.

O Doutor Sergio Bontempi Lanzotti, diretor dos Instituto de Reumatologia e Doenças Osteoarticulares (Iredo) afirma que pode-se reduzir a frequência das crises e seus sintomas ao se adotar uma dieta específica e apropriada.

continue lendo…

Quibe Vegano à Brasileira

Como todos no mundo sabem, o quibe é originário do Oriente Médio. Mas a receita acabou caindo no mar e de onda em onda veio aportar em praias brasileiras. Quem sabe chegou numa das caravelas de Pedro Alvares Cabral? E chegou aqui, já viu! O povo provou e gostou. Provou, gostou, fez, refez, e foi criando uma série de versões, que ora se afastaram da receita original, ora se aproximaram novamente, mas sempre foi mantendo a essência. Seja em uma forma ou modelados de maneira tradicional, o quibe, que antes era com K, se abrasileirou e se assumiu com q. Já foi frito, depois assou.  E ainda ganhou uma versão vegana. Aqui, nesta receita, mantém-se a essência oriental, mas numa versão vegana bem brasileira, agregando alguns ingredientes novos. Recomendo que se faça esta receita ouvindo em alto e bom som algumas das versões de Brasileirinho e também ao som de Aquarela do Brasil. Cozinhe sempre com amor, pois isso passa para o prato, traz satisfação para quem prova e gera muito mais saúde.

Do que você vai precisar?

Vai ser necessário que você passe no mercado, no armazém ou na feira e providencie a pequena lista abaixo. Pesquise bem e não aceite pagar preços injustos pelos seus alimentos. E procure comprar produtos naturais, orgânicos e de boa procedência.

duas xícaras de chá de trigo sarraceno (trigo para quibe)

cinco xícaras de chá de abóbora

uma xícara de chá de cebola bem picada

dois dentes de alho bem picados

cinco colheres de sopa de castanha de caju ralada

quatro colheres de sopa de azeite

três colheres de sopa de hortelã

duas colheres de sopa de salsinha

duas colheres de sopa de cebolinha

uma colher de sopa de manjericão

um limão

sal rosa a gosto

O que você vai precisar fazer?

O preparo deste prato não é nenhum bicho de sete cabeças. É até fácil, prático e não requer esforço. Siga as instruções, coloque o seu afeto ao realizar os procedimentos, envolva-se com as músicas sugeridas e eleve seu pensamento com ideias positivas. Concentre-se nos procedimentos e seja feliz!

  1. Coloque em um recipiente quatro xícaras de chá de água quente e deixe o trigo sarraceno de molho por trinta minutos.

Enquanto isso…

  1. Cozinhe a abóbora picada com uma colher de café de sal rosa até ficar bem macia. Escorra toda a água e amasse bem a abóbora até ficar uma pasta homogênea

Depois  disso…

  1. Refogue a cebola, o alho e a castanha de caju em três colheres de sopa de azeite de oliva e em seguida acrescente a pasta de abóbora, mexa bem, apague o fogo e reserve.

Em seguida…

  1. Pique as folhas de hortelã, manjericão, salsinha e cebolinha, misture bem e reserve também.

Agora…

  1. Escorra o trigo sarraceno numa peneira e aperte bem com uma colher até tirar bem toda a água.

E então…

  1. Numa bacia de cozinha misture o trigo sarraceno, a abóbora, as hortaliças picadas e o suco de limão até ficar uma massa bem homogênea. Experimente e corrija o sal (rosa).

E daí…

  1. Unte uma forma ou refratário com uma colher de sopa de azeite de oliva, disponha a massa na forma e decore ao seu gosto. Leve ao forno pré-aquecido e deixe assar por mais ou menos 30 minutos e até perceber que está levemente dourado.

E enfim…

Pronto! É só cortar e servir.

 

E lembre-se… uma vida feliz passa por uma alimentação saudável…

 

Di Ferreira